NAÇÕES NO RINGUE: A GUERRA FRIA NO FILME ROCKY IV

O combate ressaltado no filme também se faz presente em sua trilha sonora, em uma música que fora composta para a película. A música traz em sua primeira estrofe a seguinte letra: “Two worlds collide, rival nations/ It's a primitive clash, venting years of frustrations”, (Jim Peterik, Frankie Sullivan, 1985), que numa tradução livre significa: “Dois mundos colidem, nações rivais/ É um estrondo primitivo, descarregando anos de frustrações”. Ou seja, o que estava em jogo não era apenas a luta entre os dois boxeadores era o orgulho das duas nações.

Nesse confronto político representado no filme, quem está como atacante é a União Soviética, seu governo está sempre tentando demonstrar a sua superioridade através dos seus atletas. Enquanto isso, nenhum político americano é citado. Tal estratégia coloca os membros do partido comunista soviético como os vilões do filme, como pessoas que usam seus cidadãos para alcançarem seus objetivos.

Durante a luta final, podemos ver que grandes nomes do partido comunista soviético foram representados na película, inclusive o então secretário geral do partido: Gorbatchov. Todos estão preocupados de mostrar a superioridade soviética. Podemos perceber uma tentativa dos produtores dos filmes colocarem que os membros partidos do comunista como opressores do povo soviético, tendo em vista que todo o ambiente do filme é representado pela presença de militares.

Na construção da sociedade militarizada, como exemplificado no conteúdo da peça cinematográfica, outra questão entra em pauta: a tentativa de criação estereotipada de uma sociedade soviética extremamente vigiada. O personagem Rocky mesmo é vigiado durante todo o seu treinamento e os cidadãos soviéticos que o hospedaram também eram mantidos sobre uma vigilância da policia política do governo comunista.

No discurso final, Rocky agradece o apoio da plateia soviética, abraçado a uma bandeira americana e diz “se eu posso mudar, se vocês podem mudar, todo mundo pode mudar”. Enquanto um olhar atônito é feito pela alta cúpula do governo soviético. Sua frase final prega que a Guerra Fria é com os membros do partido comunista e não os habitantes comuns na Rússia, política que vai ser implantada por Reagen e seus sucessores nas futuras relações com a União Soviética.

Cezar Silva
Professor de História e Pseudo Cinéfilo 

* Resumo de um artigo escrito e apresentado por mim na especialização em história em 2015

Comentários

Mais Vistos

A Palestina na Época de Cristo: Aspecto Político

Os sumérios: Os inventores da Escrita

Mitologia grega: Os olimpianos